Blog Bela Ilha
Alterações nos critérios do Minha Casa Minha Vida para 2020

Alterações nos critérios do Minha Casa Minha Vida para 2020

O programa Minha Casa Minha Vida 2020 já ajudou milhares de brasileiros a realizarem o sonho da casa própria. Contudo o programa Minha Casa Minha Vida passou recentemente por mudanças significativas e promete ajudar muito mais nos próximos anos.

Minha Casa Minha Vida 2020

O Programa Minha Casa Minha Vida foi criado pelo Governo Federal em 2009, com o objetivo principal de ajudar às famílias de baixa renda a terem acesso à moradia, todavia de forma rápida e sem burocracia.

As famílias que não tinham condições de financiar um imóvel e tampouco realizar a compra de um imóvel novo, agora com o programa podem voltar a sonhar em ter suas casas.

Esse projeto já possui parceiros espalhados por todo o território brasileiro. Esses parceiros possuem instituições sem fins lucrativos, que ajudam em diversas áreas da construção desses imóveis do programa.

O que tem acontecido com frequência é que o Governo cria novas regras para o programa, que está deixando muita gente com dúvidas.

Quem tem direito Minha Casa Minha Vida 2020?

Não são todas as famílias que podem participar do programa Minha Casa Minha Vida. Apenas aquelas que estiverem dentro dos requisitos exigidos pelo Governo.

As famílias que podem participar são:

  • Aquelas que não podem ter casa própria, nem qualquer financiamento de imóvel em seu nome;
  • As famílias que possuem uma renda de até três salários mínimos;
  • As que não podem ser beneficiadas por nenhum outro programa de habitação social do governo;
  • Pessoas autônomos, mas que precisam apresentar o carnê do INSS;
  • É necessário apresentar comprovação de renda com carteira de trabalho e contracheque.

EXETER | windsorcrossing

Imagem: Ilustrativa

Modalidades do Programa Minha Casa Minha Vida

O programa Minha Casa Minha Vida é um programa sério, que resolveu criar diferentes modalidades para a classificação das famílias cadastradas.

Com essas faixas, assim chamadas modalidades, o programa consegue dar o benefício apenas a quem realmente necessita.

As principais faixas para se obter o Minha Casa Minha Vida são:

  • Faixa 1: Apenas para famílias com renda de até R$ 1.800,00 – financiamento de até 120 meses, com prestações mensais que podem variar de R$ 80,00 a R$ 270,00, conforme a renda bruta familiar;
  • Faixa 1,5: Apenas para famílias com renda de até R$ 2.600,00 – para imóvel novo com taxas de juros de apenas 5% ao ano e até 30 anos para pagar e subsídios de até 47,5 mil reais;
  • Faixa 2: Apenas para famílias com renda de até R$ 4.000,00 – Subsídios de até R$ 29.000,00;
  • Faixa 3: Apenas para famílias com renda de até R$ 7.000,00 – taxas de juros diferenciadas em relação ao mercado.

Importante: Nas faixas 2 e 3, o interessado pode receber o prazo de até trinta anos para pagar e o imóvel pode ser comprado na planta ou novo. Outro diferencial é que a propriedade financiada pode ser um terreno ou apenas a construção subsequente de uma casa.

 

Novas regras do Minha Casa Minha Vida

O Governo Federal fez, recentemente, algumas mudanças nas regras do Minha Casa Minha Vida. As principais mudanças foram:

  • O aumento dos limites de uso do FGTS do usuário para comprar imóveis: Por exemplo, no Distrito Federal, em São Paulo e no Rio de Janeiro o valor do uso do FGTS cai de R$ 240 mil para R$ 180 mil.
  • O aumento das Metas de Habitações: Houve um aumento na meta do Governo para atingir mais famílias. Esse aumento ocorreu por faixas. Por exemplo, para a faixa 1 a meta foi para 170 mil unidades. Para a faixa 2 o aumento foi para 40 mil. E para as faixas 2 e 3 o aumento foi para 400 mil. Com essas mudanças a meta do programa será de 610 mil unidades habitacionais.

Outras regras podem ser analisadas no site oficial da Caixa Econômica Federal.

Inscrições Minha Casa Minha Vida 2020

Para fazer as inscrições no Programa Minha Casa Minha Vida, é necessário passar por algumas etapas simples, mas que vão exigir do interessado atenção e honestidade.

CADASTRAR: encurtador.com.br/awIW7